Esse é o meu site pessoal. Eu sou o CEO da Donamaid, alumnus AIESEC e Fellow do Jovens Líderes das Américas (YLAI). Aqui eu escrevo sobre inovação, startups, marketplace, liderança e outros assuntos que eu gosto. Dúvidas? Me escreve no luiz@donamaid.com

Marketplace
Category

O que você precisa saber antes de iniciar o seu marketplace

Comments (0) Marketplace

Compartilhe agora:
INICIANTE · Tempo de Leitura: 8 Minutos · Versão em português de Luiz Gilberto Camargo.
Imagem: pixabay.com

 

Texto original What you need to know before starting your marketplace business de Cristóbal Gracia (7 de dez de 2015). Este texto é uma tradução adaptada para o português com a autorização de www.sharetribe.com e faz parte do meu projeto pessoal em doar 1% do meu tempo para ajudar a desenvolver o ecossistema de marketplaces brasileiro. Junte-se a mim e doe 1% do seu tempo também. Esta é a primeira parte do PRACTICAL GUIDE TO BUILDING AN ONLINE MARKETPLACE BUSINESS (tradução livre: Guia Prático Para a Construção de um Marketplace). Portanto, este artigo irá abordar os tópicos essenciais para a construção de um marketplace de sucesso.

Marketplaces são promissores. O sucesso de plataformas como Airbnb, Etsy e Fiverr provou que o modelo de negócio é muito escalável e pode ser aplicado a praticamente qualquer área de negócios. E como uma das principais firmas de capital de risco, a Andreessen Horowitz, diz: “Este é apenas o começo”.

Nos próximos anos, veremos grandes inovações no campo da criação e execução de marketplaces. Por isso, não há momento melhor para se tornar um empreendedor nesse modelo de negócio.

Mesmo que seja a hora certa – e a tecnologia finalmente está madura o suficiente – construir um marketplace de sucesso está longe de ser uma tarefa fácil. Nesta série de artigos, queremos compartilhar o que aprendemos sobre a criação de marketplaces de sucesso.

No entanto, antes de começarmos, uma palavra de advertência: não há atalhos para lançar um marketplace e torná-lo bem-sucedido. Ter uma boa estratégia e conhecer as melhores práticas é importante, mas você ainda precisa estar preparado para trabalhar muito para aumentar sua comunidade e fazê-la deslanchar.

Este primeiro artigo funcionará como uma visão geral de alto nível de muitas das coisas necessárias para construir um marketplace de sucesso. Tais como:

  • Por que os marketplaces estão bombando;
  • Quais são os desafios para construir um marketplace;
  • Por que é importante entender suas motivações pessoais;
  • Por que a melhor maneira de aprender é lançando o mais rápido possível;
  • Por que envolver seus usuários deve ser uma prioridade.

Nos capítulos seguintes deste guia, vamos nos aprofundar mais nesses assuntos.

Marketplaces são ótimos negócios

A primeira vez que me deparei com Airbnb, fiquei espantado. O design e a usabilidade foram excelentes. Sempre que mostrei o serviço a alguém, eles se apaixonaram por ele. Muitos deles começaram instantaneamente a procurar por um host para sua próxima viagem. Depois que voltaram da viagem, recomendaram o Airbnb a amigos e colegas.

Muitos empresários que me abordam através do Consumo Colaborativo estão ansiosos para contar a sua ideia de criar um “Airbnb para tal coisa“. Isso é normal: o sucesso do Airbnb e da Economia Colaborativa em geral é algo que não passa despercebido. Este gráfico mostra muito bem isso:

Em dezembro de 2015, o financiamento para projetos que fazem parte da indústria da Economia Colaborativa já era quase cinco vezes o que as redes sociais de maior sucesso (incluindo Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube) levantaram. Desde então, a diferença cresceu ainda mais. Se a influência das mídias sociais em nossa sociedade foi inédita, podemos imaginar que tipo de efeito essas plataformas colaborativas são capazes de fazer.

Estamos falando de uma indústria jovem com grande potencial de crescimento. A PwC fez um estudo sobre o tamanho do mercado global da economia colaborativa. Eles descobriram que o tamanho da indústria estava (em 2015) em torno de US$ 15 bilhões, e esperam que ela cresça para US$ 335 bilhões até 2025.

O tamanho do mercado global da economia colaborativa aumentará para US$ 335 bilhões até 2025.

A principal razão para os marketplaces escalarem tão bem é que você não precisa ter seus próprios recursos para executar um. O Airbnb não possui quartos de hotel, mas já é considerada uma das maiores empresas que oferecem acomodações de curto prazo no mundo. Essa é uma proposta realmente atraente: você pode construir um negócio enorme sem ter que gastar muito dinheiro para comprar o estoque inicial e, assim, assumir um grande risco.

Cinco anos atrás, o conceito de economia compartilhada ou colaborativa não existia. Quando comecei a investigar como construir uma plataforma no final de 2009, os marketplaces mais conhecidos eram Ebay, Craigslist e Couchsurfing. Hoje, milhares de empreendedores estão criando a próxima geração de marketplaces em vários setores diferentes.

Construir um marketplace de sucesso não é fácil

Convencer pessoas de todo o mundo a dormirem em residências particulares certamente não era fácil para o Airbnb. Estas palavras do CEO da Airbnb, Brian Chesky, são uma ilustração perfeita do que foi necessário:

“- Conhecemos todos esses investidores e eles simplesmente não investiram. Então começamos a financiar nós mesmos. Nós vendemos cereal de café da manhã colecionável e fizemos outras coisas loucas… Nós fomos de porta a porta com câmeras tirando fotos de todos os apartamentos para colocá-los online. Eu morava em suas salas de estar. E de casa em casa, de quarteirão em quarteirão, as comunidades começaram a crescer ”.

Para mais informações sobre como o Airbnb nasceu, assista a este vídeo do co-fundador do Airbnb, Joe Gebbia, descrevendo as etapas iniciais do projeto.

Construir um marketplace de sucesso exige muito trabalho. Apresentar uma ideia e lançar um site é apenas o começo. Embora você não precise ter seus próprios recursos, é necessário resolver o problema do ovo e da galinha: como convencer outras pessoas a trazerem os seus recursos para o marketplace quando ainda não há compradores e como atrair os compradores quando você ainda não tem os recursos? Nos próximos posts, veremos diferentes maneiras de superar esse problema.

Além disso, sua ideia provavelmente exigirá que você provoque uma mudança de mentalidade em grande escala. Esse era certamente o caso do Airbnb. Antes deles começarem, a maioria das pessoas não pensava em ficar em casas de desconhecidos ou em alugar seu próprio quarto para estranhos. O Airbnb conseguiu mudar essa mentalidade, mas exigiu muito tempo e esforço na construção de uma solução extremamente conveniente para encontrar acomodação. Os marketplaces raramente são sucessos da noite para o dia – a maioria deles exige paciência para atingir massa crítica.

O que você quer alcançar?

Antes de se ocupar em desenvolver seu mercado, você deve dedicar algum tempo para refletir sobre três coisas: por que, o que e como.

Por que você quer criar um marketplace? É porque você está cansado de trabalhar para outra empresa? Talvez você queira salvar o mundo, ganhar muito dinheiro ou construir um negócio lucrativo. Quaisquer que sejam as razões, articular suas verdadeiras motivações para ser um empreendedor é importante porque sua estratégia dependerá delas.

Se o seu plano é construir uma pequena empresa para eventualmente se sustentar e talvez manter uma pequena equipe, pode fazer sentido se concentrar em um mercado menor. Se, em vez disso, seu plano for diferente e você espera levantar dinheiro de VCs, seu mercado precisa ser enorme. Em um dos artigos de Marc-Arthur Gauthey da Startupassembly.co ele explica da seguinte forma:

“- Tente explicar a um investidor que você deseja criar relacionamentos entre as pessoas e ele perguntará quanto essas pessoas pagariam por isso. O investidor pensa exclusivamente em ROI, BFR, EBITDA e IPO.”

– Você não consegue levantar capital sem uma excelente abordagem de mercado, um problema real a ser resolvido, uma estratégia de negócios clara (isso também inclui uma visão de longo prazo) e uma planilha do Excel que projeta seu investidor se tornando um milionário… É assim que funciona.

O próximo passo é descobrir o que você planeja construir. Você é realmente apaixonado por uma ideia em particular ou está procurando um nicho rentável? Nosso segundo capítulo se concentrará neste tópico, mas é importante ter em mente que construir um marketplace exige muita dedicação. Quanto mais apaixonado você for pela área, mais provável que você seja bem sucedido.

Finalmente, você precisa descobrir como construir seu marketplace. Você é um desenvolvedor? Se não, você tem dinheiro para contratar desenvolvedores? Você tem experiência anterior na liderança de uma startup? Você tem experiência anterior no mercado alvo? Você tem co-fundadores ou está sozinho? As respostas a essas perguntas ajudarão você a definir a melhor estratégia para desenvolver sua ideia. Recomendamos ser pragmático e levar em conta seus pontos fortes e fracos – sua experiência profissional, educação, contatos iniciais e recursos financeiros. Estes irão influenciar a maneira como você deve iniciar o seu negócio.

A maioria das grandes startups é construída por equipes de fundadores realmente capazes. No entanto, se você não tiver uma equipe qualificada ao seu redor (ainda), mas mesmo assim quiser sonhar grande, não se preocupe – existem maneiras de avançar com o seu negócio, mesmo que você seja um único fundador sem habilidades técnicas. Em alguns casos, essas restrições podem realmente funcionar a seu favor.

Crie seu Produto Mínimo Viável assim que possível

Embora o desenvolvimento de software seja relevante para o sucesso do seu marketplace, isso não é suficiente para torná-lo bem-sucedido. Temos visto muitos casos de empreendedores colocando todos os seus recursos iniciais no desenvolvimento de sua plataforma e percebendo que ninguém está interessado em usá-la. Eu chamo de “plataformas desertas” esses marketplaces que são tecnologicamente bem construídos, mas falham em atrair usuários.

Durante a fase inicial do projeto, seu principal objetivo deve ser desenvolver e lançar um Produto Mínimo Viável (MVP) o mais rápido possível. Isso ajudará você a validar sua ideia de marketplace sem ter que assumir um grande risco e investir muito capital. O processo de aprendizagem só começa quando você tem algo para oferecer aos usuários, por isso é importante chegar a esse ponto o mais rápido possível. Seu primeiro produto precisa ter recursos suficientes para solucionar o problema principal de seus usuários.

Entraremos em mais detalhes sobre como construir um MVP em um artigo posterior, mas uma coisa em que você não deve se concentrar (no começo) é criar o marketplace perfeito. Eu conheci empresários que querem desenvolver uma plataforma como o Airbnb na fase inicial – uma que “tem todos os recursos, funciona em todo o mundo e todos os tipos de pessoas podem usar”. Ter uma visão global é importante, mas todas as plataformas de sucesso foram Produtos Mínimos Viáveis ​​no começo.

Por exemplo, o Airbnb começou em um site criado com o WordPress, e a maioria de seus recursos atuais foram criados em um momento em que eles já haviam provado que seu conceito básico funcionava. Você não precisa pensar em escalar para milhões de usuários imediatamente. Em vez disso, você deve se concentrar em encontrar 10 pessoas realmente apaixonadas por seu conceito.

Um dos erros mais comuns cometidos pelos empreendedores é gastar muito tempo e recursos financeiros no desenvolvimento da plataforma antes do lançamento. Em vez disso, eles deveriam estar fazendo uma primeira versão manual da startup. Plataformas prontas para marketplace disponíveis no mercado, como a Sharetribe, são ótimas ferramentas para empreendedores de marketplace que desejam lançar seu primeiro produto e validar sua ideia o mais rápido possível.

Engaje seus usuários

Finalmente, uma última coisa que quero destacar nesta visão geral é a importância de interagir com seus usuários assim que você começar a trabalhar em seu projeto. Da minha experiência, considero que falar com os usuários traz um valor residual importante, e é um dos erros mais comuns na construção de um marketplace. Christopher Lukezic, da Airbnb, explica isso bem nesta entrevista. Quando lhe perguntaram que conselho daria a um empreendedor da economia compartilhada, sua resposta foi:

– O que eu aprendi com os fundadores [do Airbnb] foi a ouvir os usuários desde o início e envolvê-los no processo a cada passo do caminho. Não apenas os conheça; envolva-os, converse com eles e estimule-os a descobrir quais são seus problemas e necessidades. As pessoas muitas vezes iniciam empresas para resolver seus próprios problemas mas, com o tempo, todos os empreendedores reconhecem que, para ter sucesso, o produto precisa ser construído para uma gama mais ampla de usuários finais.

– Aqueles que são realmente bem-sucedidos se engajam com seus usuários em todos os pontos do caminho para resolver problemas cada vez maiores, apresentando soluções transformadoras para a maneira como vivemos nossas vidas.

Conversar com seus usuários pode levar muito tempo, mas agora é a hora de investir esse tempo. A plataforma que você está criando é uma peça importante do quebra-cabeça, mas são seus usuários e seu nível de envolvimento com eles que realmente criam ou interrompem seus negócios.

Aqueles que são verdadeiramente bem-sucedidos se engajam com seus usuários em todos os pontos ao longo do caminho.

Vamos começar

Agora, abordamos as coisas mais importantes que você precisa saber antes de avançar na construção de seus marketplaces. Você conhece as principais vantagens, os maiores desafios e as armadilhas comuns. Mais importante, você deve ser capaz de responder à seguinte pergunta: que tipo de negócio eu realmente quero construir?

Chegou a hora de começar a construir!

Compartilhe agora:

Read more